Escolha uma Página

Marketing na saúde: Um planejamento estratégico é essencial.

Começar um negócio é complicado, mas atualmente, manter um negócio pode ser ainda mais complicado e ainda causar grandes dores de cabeça quando não há nenhum preparo para isso. Por isso, começar um espaço de saúde sem rumo e sem o conhecimento de onde chegar é um risco que nenhum empreendedor gosta de correr.

Ter um planejamento estratégico de marketing médico na atualidade é um diferencial, capaz de alavancar o crescimento de forma saudável e abrangente, visto que a concorrência está frequentemente pecando nesse aspecto. Por essa razão, é muito importante elaborar um bom planejamento estratégico, o fato de ser um norte para as empresas o torna ainda mais poderoso.

O planejamento é capaz de mesmo guiar as ações de uma empresa em relação ao posicionamento no mercado, por exemplo, em busca de um determinado objetivo. E a ausência desse planejamento estratégico leva a grandes riscos, um dos maiores riscos de não fazê-lo, por exemplo, é o espaço para falhas com relação a recursos. Existem muitas empresas que acabam desperdiçando recursos valiosos pela falta do planejamento, assim como gastando recursos com propagandas falhas ou com um público alvo errado.

Abrir uma clínica não se trata somente de ter um espaço e mobiliário. Requer gestão, organização e principalmente, um marketing bem feito. Um bom marketing médico é uma tecnologia em saúde que pode ser complicada de ser feita, pois existem restrições conforme o CFM. Porém, essas restrições não impedem que um bom profissional consiga se dar bem com o marketing médico.

Veja abaixo os passos principais do planejamento de marketing médico estratégico:

1º Conheça seu consultório
Antes de fazer uma estratégia de marketing, é preciso que você conheça seu consultório. Você sabe realmente como anda seu negócio? Sabe a porcentagem de pacientes que não voltam depois da primeira consulta? Sabe o fluxo de seus novos pacientes? O que você faz quando existem horários vagos? E a gestão de seus pacientes? Todas essas perguntas precisam ser respondidas acima de qualquer coisa. Assim, fica mais fácil para você notar empecilhos que estejam impedindo seu sucesso. O planejamento de negócios é o primeiro passo. Com isso, você impede que seu consultório quebre logo no primeiro ano. Você sabia que, segundo pesquisas, apenas 1% dos consultórios médicos possuem um plano de negócios? Planejar é muito importante. E é disso que vamos falar hoje.

2º Conheça seu público-alvo
É bem mais fácil organizar seu consultório de acordo com a sua especialidade médica, com base no que seus pacientes querem e em quem são. Quer um exemplo simples? É fácil encontrar brinquedos em consultórios de pediatras e outras distrações para as crianças. Isso não serve apenas como diversão para os pequenos, mas também seus respectivos responsáveis levam isso em consideração, pois fica fácil de notar que aquele médico entende a necessidade das crianças e conhece seus pacientes. Consequentemente, os pais acabam levando seus filhos com mais frequência àquele consultório.

3º Analise seus concorrentes
É preciso saber quem são seus concorrentes e quais diferenciais eles oferecem. Assim, você pode apostar com muito mais confiança no seu diferencial. O seu diferencial é aquilo que irá fazer o paciente pensar sempre em você na hora de marcar uma consulta, esquecendo completamente da concorrência. Qual é o seu diferencial? Por que os pacientes devem marcar consulta com você e não com outros? A competência médica não é a única coisa que faz diferença na hora de um paciente escolher seu médico. Atendimento, agilidade e flexibilidade também contam, e muito. Além desses fatores, um médico que possui um aplicativo que o deixa em contato direto com seu paciente com certeza se sobressai diante outros que não possuem.

4º Defina as estratégias
Agora é a hora de fazer seu planejamento de marketing. Uma boa dica é se colocar no lugar do paciente e conseguir analisar quem são eles e o que eles querem. Assim, você será capaz de oferecer as melhores soluções para seu público-alvo. Mais uma dica: Eventualmente fazer pesquisas de satisfação é uma boa. Sejam elas em papel, para o paciente fazer uma múltipla escolha ou por uma conversa enquanto você anota as respostas, saber diretamente o que seus pacientes acham é ótimo para criar estatísticas. Estatísticas são muito importantes para um consultório, em todo e qualquer aspecto. Graças a elas, torna-se possível planejar e gerir tudo de forma mais simples e precisa.

5º Trace metas
Traçar metas no dia a dia já influenciam no seu humor, afinal, a cada meta concluída existe a sensação acalentadora de trabalho cumprido, de serviço bem feito e de satisfação de ter concluído uma meta, mesmo que seja algo simples como beber mais água ou não demorar x tempo no banho, então porque não seria um ponto importante para o planejamento de marketing? Estabelecer metas é extremamente importante para a saúde de todo e qualquer negócios. Metas de longo prazo podem manter o foco, mas são as metas de curto e médio prazo que mantém a motivação. Não se preocupe se surgirem alguns empecilhos, isso acontece. O importante é não desistir, por isso, mantenha a calma e acompanhe seus processos.

6º Meça os resultados
Você seguiu todos os passos acima. Ótimo. Está em um ótimo caminho. Mas e agora? Quais são os resultados que essas estratégias trouxeram para sua clínica ou consultório? Se você não medir os resultados, não conseguirá ter uma visão ampla de todo o trabalho duro que fez em sua clínica. Então, não se esqueça de ver o que deu certo, o que não deu certo e se prepare para os próximos desafios. Um bom marketing não para, ele é sempre contínuo, pois só assim mais estatísticas são levantadas e mais capaz de alcançar e fidelizar seu público você se torna. É claro que tudo isso dá trabalho, porém, é um trabalho que vale muito a pena. Gradativamente você verá todas as melhorias que seus esforços trouxeram para seu negócio, inclusive, melhorias que diminuem a burocracia e aumentam seu tempo para atender seus pacientes com qualidade. Marketing médico se trata exatamente disso: Ajudar você a alcançar seus objetivos e a atender cada vez melhor seus pacientes. Portanto, não pense duas vezes antes de investir nessa tecnologia em saúde.